Sistema De Jornalismo Itavófm.

Ola amigos De Itaipulândia e região Estamos Sempre Inovando Para que você fique Bem Informado e agradecemos a Tua Preferência E Companhia de Todos Os Dias Um Bom 2019 A Todos.

Rádio Itavofm 90;3

Rádio Itavofm 90;3
Todos os Dias das 6 da Manhã as 7 Programa Alvorada Sertaneja apresentação Fernandes Miguel

Classificados Itavó FM

Classificados Itavó FM
Vende se Casas e terrenos Em Itavó

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

STF suspende transferência para presídio paulista e decide manter Lula preso em Curitiba

Por...www.observadornews.com.br...Brasília



Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta quarta-feira (7), por 10 votos a 1, a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o presídio de Tremembé, no interior de São Paulo, e decidiu mantê-lo preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. O único voto contrário foi do ministro Marco Aurélio Mello.
caso foi levado ao Supremo pela defesa de Lula depois de o juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci, da Justiça estadual de São Paulo, ter decidido mais cedo que o ex-presidente cumpriria pena em Tremembé. Essa decisão foi tomada horas depois de a juíza federal do Paraná Carolina Lebbos emitir ordem de transferência de Lula de Curitiba para um presídio paulista.
Após receber no Supremo parlamentares que protestavam contra a transferência, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, decidiu em caráter de urgência submeter o recurso de Lula ao plenário do tribunal enquanto ainda transcorria a sessão desta quarta – até aquele momento, os ministros julgavam uma ação que questiona trechos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
Em menos de meia hora, os ministros decidiram manter o ex-presidente em Curitiba até que a Segunda Turma do STF conclua o julgamento de um pedido de suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, na condução do processo do triplex de Guarujá (SP), no qual Lula foi condenado. Na ação, a defesa aponta parcialidade do ex-juiz no julgamento e, em razão disso, pede que o ex-presidente seja libertado.

O julgamento

Relator da Lava Jato no STF, o ministro Edson Fachin foi o primeiro a votar sobre o pedido da defesa de Lula. Ele se posicionou a favor da suspensão da decisão da juíza do Paraná e da manutenção do petista em uma cela especial no Paraná ou em São Paulo.
Fachin rejeitou a parte do pedido da defesa que solicitava que o ex-presidente fosse colocado em liberdade até até a conclusão da análise do habeas corpus. O voto de Fachin foi acompanhado por outros nove ministros.
Ao se manifestar sobre o caso no plenário do STF, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu que Lula não fosse transferido para um presídio comum. A chefe do Ministério Público se manifestou a favor de o petista continuar preso na superintendência da PF em Curitiba ou em uma cela especial em São Paulo.
Único ministro a votar contra a recomendação de Fachin, Marco Aurélio Mello argumentou que a decisão de manter Lula em uma cela especial não caberia ao plenário do Supremo, e sim à Segunda Turma do tribunal, colegiado composto por 5 dos 11 magistrados da Corte.
O ministro questionou se é possível ao tribunal endossar a "queima de etapas".
"Não posso conceber que este tribunal endosse a queima de etapas, por pior que seja o objetivo. Nós aprendemos desde sempre que, no direito, o meio justifica o fim, não o fim justifica o meio."
Para ele, a defesa deveria ter recorrido ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, tribunal de segunda instância que confirmou a condenaçãode Lula.

Advogado de Lula

Após o julgamento no Supremo, o advogado Cristiano Zanin, defensor de Lula, afirmou o tribunal evitou uma “violência jurídica” contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
"Ao longo do processo foram cometidas inúmeras ilegalidades e arbitrariedades contra o ex-presidente Lula. E essa [a ordem de transferência para São Paulo] foi mais uma. Felizmente, o Supremo impediu que ocorresse essa violência jurídica”, afirmou.
Para o advogado, havia uma intenção de colocar o ex-presidente em “uma situação de vulnerabilidade jurídica e pessoal”.

0 comentários:

Postar um comentário

fotos google

Social

Notícias Populares

PAUTA 20ª Sessão Ordinária, do primeiro período legislativo, da Sétima legislatura do Município

PAUTA     20ª Sessão Ordinária, do primeiro período legislativo, da Sétima legislatura do Município
PAUTA 21ª Sessão Ordinária, do primeiro período legislativo, da Sétima legislatura do Município de Itaipulândia, Estado do Paraná, realizada às 19:00 horas no dia 13 de julho do ano de dois mil e vinte, em sua Sede própria, com a seguinte, ORDEM DO DIA I-PEQUENO EXPEDIENTE: 1- Chamada Nominal dos Vereadores pelo Secretário; 2- Leitura de um trecho Bíblico: Vereador Rodrigo Rogério Pavinatto 3- Leitura, Discussão e votação da Ata: 20ª Sessão Ordinária de 2020 4-Leitura dos Expedientes. II-GRANDE EXPEDIENTE: PROJETOS DE LEIS E PROPOSTA DE EMENDA EM SEGUNDA DISCUSSÃO E VOTAÇÃO: Projeto de Lei nº23/2020- Que Dispõe sobre a autorização para abertura de Crédito Adicional Especial, até o limite de R$ 750.000,00, destinado a construção da Unidade Básica de saúde de Santa Inês, com recursos do estado, através da resolução SESA nº765/2019 de 04 de dezembro de 2019; Projeto de Lei nº25/2020- Que Institui o Programa de Compras Governamental, Denominado “COMÉRCIO FORTE -VALORIZANDO COMÉRCIO LOCAL”, Proposta de Emenda Modificativa nº01/2020- Que Altera redação de dispositivos do Projeto de Lei nº026/2020 de autoria da Comissão de Constituição Justiça e Redação e com concordância dos demais Vereadores; Projeto de Lei nº26/2020- Que Institui o Programa SUPERA ITAIPULÂNDIA visando mitigar os impactos econômicos, decorrentes das medidas de prevenção e combate a pandemia causada pelo Covid-19 no Município, auxílio financeiro emergencial no valor de R$ 445,00, para pessoas físicas residentes e domiciliadas no Município de Itaipulândia; Projeto de Lei do Legislativo nº06/2020- Que Denomina Área Industrial de Santa Inês de “MENTEVILES BATISTA DA SILVA -BEM-TE-VI”, de autoria do Vereador Vilso Nei Serena. PROJETO DE LEI EM PRIMEIRA DISCUSSÃO E VOTAÇÃO: Projeto de Lei nº16/2020- Que Dispõe sobre a autorização para abertura de Crédito Adicional Especial até o limite de R$ 2.135.382,08, executar serviços de capa asfáltica sobre pavimentação asfáltica já existente, recuperação da RM16, entrada do botafogo até o trevo de São José do Itavó. MENSAGENS DOS PROJETOS DE LEIS QUE SERÃO LIDOS E ENCAMINHADOS PARA ANALISE DAS COMISSÕES PERMANENTES: Mensagem do Projeto de Lei nº29/2020- Que Dispõe sobre a autorização para abertura de Crédito Adicional Especial, até o limite de R$ 2.147.740,06 destinado a reprogramação financeira proveniente de repasses do Ministério da Saúde, para a secretaria de Saúde do Município; Mensagem do Projeto de Lei nº30/2020- Que Dispõe sobre a autorização para abertura de Crédito Adicional Suplementar, até o limite de R$ 2.663.266,71 destinado a cobertura de despesa para contratação de empresa para executar serviços de capa asfáltica em várias ruas do Município; Mensagem do Projeto de Lei nº31/2020- Que Dispõe sobre a autorização para abertura de Crédito Adicional Suplementar Especial, até o limite de R$ 494.788,23 contratação de empresa para executar serviços de ampliação e Reforma do Centro de Eventos na Rua Floresta. INDICAÇÕES QUE SERÃO LIDAS E ENCAMINHADAS AO ÓRGÃO COMPETENTE: INDICAÇÃO Nº 36/2020 – Vereador Vilso Nei Serena, INDICA a Prefeita Municipal, Exma. Sra. Cleide Inês Griebeler Prates, Recapeamento Asfáltico nas Ruas do Bairro Residencial Jacutinga I e II, localizadas na Vila Jacutinga. Justificativa: São ruas com constante movimento e por ser uma área turística, e próxima ao posto de saúde da comunidade de Jacutinga. Solicitamos essa melhoria no bairro para proporcionar mais comodidade, melhorar o trânsito, além de ser uma reivindicação dos moradores. INDICAÇÃO Nº 37/2020 – Vereador Marcos Paulo Coradini, INDICA a Prefeita Municipal, Exma. Sra. Cleide Inês Griebeler Prates, que seja efetuado o prolongamento da Rua Sete Copas localizada no Bairro Jardim Petrópolis, ligando esta Rua ao Anel Viário, para tanto é necessário antes efetuar a indenização da proprietária do terreno, Senhora Lucia Donel. Justificativa: É extremamente importante fazer essa ligação através do prolongamento da Rua sete Copas para que os moradores possam ter o acesso ao Anel Viário, facilitando o trânsito no local. Sala de Sessões da Câmara Municipal de Itaipulândia, em 10 de julho 2020. Vilso Nei Serena Presidente